Emergências

EAUM – LAV

Temos a certeza de que o processo de ensino-aprendizagem no âmbito do espaço académico, artístico e científico, é o percurso onde se definem estratégias, cruzam-se olhares, partilham-se dúvidas e certezas.
Importa valorizar a hipótese e o acaso com vista à descoberta e questionamento das linguagens têxteis e artísticas, evidenciando um tempo de experimentação e consolidação de conteúdos, formas e contextos, valorizando o processo em detrimento dos resultados.
Focamos o resultado nos resíduos, nos restos, nos restolhos do que fica duma aprendizagem, na memória de um caminho percorrido e que ainda se percorre.
Convidamos a olhar para o momento de descoberta e manipulação das metodologias e tecnologias do têxtil, do alinhavar, do urdir, do tramar, entre linhas, no ponto, da régua, em corte, enquanto formas do fazer artístico, para neste caminho compreender as potenciais modalidades deste saber fazer, adquirindo o vocabulário e competências teórico práticas e reconhecendo os lugares de cruzamento do têxtil com outras linguagens artísticas.
A participação da Licenciatura em Artes Visuais na exposição “Emergências” da Contextile 2020 revela e partilha o processo de um semestre extraordinário e singular contaminado por inseguranças, condicionantes, mas também experimentações, hipóteses, avanços, recuos e determinações.
Tendo como desafio o tema lançado pela Direcção Artística da Contextile “Lugares de memória”, pretendemos expor o debate colectivo tecido por cada um do que aconteceu dentro das nossas casas, no retorno às memórias que, devido ao processo do voltar a um ambiente familiar, começaram a adquirir outros formatos. Afastados dos espaços e equipamentos pedagógicos, este foi um possível resultado, realizado entre dúvidas e possibilidades, através do diálogo, do empenho, com suor e algumas lágrimas.
O que se apresenta é um princípio aglutinador das opções pedagógicas e educativas da equipa docente da LAV que trabalha entrelaçada com o estudante para que o seu percurso em Artes Visuais se inscreva num contexto em busca de um sentido do saber e da aprendizagem.

Mónica Faria
Natacha Antão

We are certain that the teaching-learning process within the scope of the academic, artistic and scientific space is the path where strategies are defined, eyes meet, doubts and certainties are shared.
It matters to value hypothesis and chance for the discovery and questioning of textile and artistic languages, evidencing a time of experimentation and consolidation of contents, forms and contexts, valuing the process at the expense of the results.
We focus the result on the residues, on the remains, on the stubble of what remains of learning, on the memory of a path taken and that is still being covered.
We invite to look at the moment of discovery and manipulation of the methodologies and technologies of textiles, the basting, warping, weaving, between threads, the stitch, the ruler, in tailoring, as forms of the artistic making, in order to understand the potential modalities of this know-how, acquiring the vocabulary and theoretical and practical skills and recognizing the places of intersection of the textile with other artistic languages.
The participation of the Degree in Visual Arts in the exhibition “Emergências” of Contextile 2020 reveals and shares the process of an extraordinary and singular semester contaminated by insecurities, conditionings, but also experiments, hypotheses, advances, setbacks and determinations.
Taking as a challenge the theme launched by Contextile’s Artistic Direction “Places of memory”, we intend to exhibit the collective debate woven by each one of what happened inside our homes, in the return to the memories that, due to the process of returning to a family environment, started to acquire other formats. Distanced from the pedagogical spaces and equipment, this was a possible result, achieved among doubts and possibilities, through dialogue, commitment, with sweat and a few tears.
What is presented is a unifying principle of the pedagogical and educational options of the LAV teaching team that works entwined with the students so that their journey in Visual Arts is inscribed in a context in search of a sense of knowledge and earning.

Mónica Faria
Natacha Antão

EAUM – LAV

Guimarães