Artista Selecionados

Inga Fonar Cocos

The work focuses on the theme of cultural preservation and realms of memory which play a major role in my artistic work. This wall installation is the fruit of a research I conducted at the archive of the historic museum of Bialik, a central and influential cultural figure and poet in Israel (b.1873-d. 1934). The work is comprised of archival materials: selected letters and photographs of two intellectuals (Bialik and his close friend and editor) which became my raw material for the installation. By weaving the shredded texts and photographs a new “material of memory” is created, a new kind of textile. The word “Textile” is derived from the Latin word “Texere” meaning to weave.

The work makes present what is elusive and temporary. I preserved the image and the handwriting while changing the context and unraveling meanings, which takes on a material representation. The fragmentation of the image and text symbolizes the collapse of memory, of information, and an attempt to reconstruct it anew.

The work focuses on absence and the way it lives on in memory. It is a voyage into the intricacies of the archive and its disastrous loss.

Artist supported by the Embassy of Israel in Portugal.

A obra foca-se no tema da preservação cultural e domínios da memória que desempenham um papel importante no meu trabalho artístico. Esta instalação de parede é fruto de uma pesquisa que realizei no arquivo do museu histórico de Bialik, uma figura central e cultural influente e poeta, em Israel (n.1873-f.1934). A obra é composta por materiais de arquivo: cartas selecionadas e fotografias de dois intelectuais (Bialik e o seu amigo próximo e editor) que se tornaram na minha matéria-prima para a instalação.

Ao tecer os textos e fotografias fragmentados, um novo “material de memória” é criado, um novo tipo de tecido. A palavra “Têxtil” deriva da palavra latina “Texere” que significa tecer.

A obra torna presente o que é elusivo e temporário. Preservei a imagem e a caligrafia, ao mesmo tempo alterando o contexto e desvendando significados, o que assume uma representação material. A fragmentação da imagem e do texto simboliza o colapso da memória, da informação e uma tentativa de reconstruí-la novamente.

A obra foca-se na ausência e a forma como ela vive na memória. É uma viagem às complexidades do arquivo e a sua perda desastrosa.

Artista apoiada pela Embaixada de Israel em Portugal.

Inga Fonar Cocos

Israel

b.1950, Warsaw, Poland.

Graduated from Tel Aviv University, Faculty of the Arts – B.A. Magna Cum Laude (1988) and is a Dean’s list recipient; she also graduated from Kalisher – Israel Polak Tel Aviv School of Art and continued M.A. interdisciplinary studies in the Arts faculty, Tel Aviv University. Lives in Tel Aviv, Israel.

n.1950, Varsóvia, Polónia.

Formada pela Universidade de Telavive, Faculdade de Artes – Licenciatura em Artes Magna Cum Laude (1988) e é uma beneficiária da Dean’s list; também se formou na Escola de Arte Kalisher-Israel Polak de Telavive e continuou os seus estudos interdisciplinares de Mestrado em Artes na Faculdade de Artes da Universidade de Telavive. Vive em Telavive, Israel.