Open Call

Magdalena Kleszyńska

UNTITLED / BEYOND
Manfred Lurker disse que queremos desesperadamente ampliar O nosso mundo. Que nós, como humanos, queremos descobrir se existe algo mais, para além das nossas “dimensões” e como chegar lá. As principais questões que coloco para este projeto são: presumi que tudo está ligado – o passado, o presente, o futuro – mas existem apenas estes três aspectos? Então, e as dimensões diferentes – mas não como a astral, mas mais perto da hierofania – estar entre, estar além, mas ainda junto. O meu projeto para a residência artística é sobre esse estado, sobre dois sítios do mesmo momento, sobre esse tempo sacro e profano, mas não apenas no aspecto religioso. Também como repetição, as emoções que vivemos no dia a dia, que nos levam como que a outros estados de nossa memória.
Tenho estudado o significado dos protossímbolos em diferentes culturas e estou “tocando” as diferentes micro-redes que estão ligadas ao meu tema. Parece que muitos dos elementos, pensamentos, símbolos e mitos têm (mais ou menos) o mesmo pano de fundo e, claro, muitos elementos do quotidiano que temos usado, podem ser os itens e artefatos das representações da hierofania. Assim, referindo-me a esta condição (não) natural, durante a minha residência artística concentrei-me neste tópico e durante a realização das minhas obras inspirei-me nas colecções dos museus de Guimarães: Museu de Alberto Sampaio, Palácio dos Duques de Bragança e Igreja e Convento de Santo António dos Capuchos.
LUGAR DE MEMÓRIA que é o tema principal e a razão para começar a pensar mais amplamente, para mim não é um lugar específico, não é um objeto específico que nos lembra algum acontecimento / história, mas é um conjunto de micro-redes, de micro-toque, de microelementos que, ao combiná-los e conectá-los, criará uma imagem completa da área. Então, tenho-me concentrado nesses pequenos elementos e crio a minha própria história, pelo meu próprio método – história sobre o lugar, sobre Guimarães, sobre o passado, os lados sacro e profano. É claro que tive que me concentrar apenas em alguns aspectos e escolhi o caminho que havia seguido.

UNTITLED / BEYOND
Manfred Lurker said that we desperately want to enlarge Our World. That we, as humans, want to find out is there something else, beyond our “dimensions” and how to get there. The main questions that I put for this project are: I assumed that everything is connected – the past, the present, the future – but are there only these three aspects? So how about different dimensions – but not like the astral one but more close to the hierophany – be between, be beyond but still together. My project for the artistic residency is about this state, about two sites of the same moment, about this sacrum and profanum time, but not only in the religious aspect. Also as repetition, the emotions that we experience in everyday life, that lead as to other states of our memory.
I have been studying the meaning of protosymbols in different cultures and I was “touching” the different micro nets that were connected to my subject. It has appeared that most of the elements, thoughts, symbols and myths have (more or less) the same background and of course many everyday elements that we have been using, can be the items and artefacts of the representations of hierophany. So, referring to this (un)natural condition, during my artistic residency I focused on this topic and during realizing my artworks I hadbeen inspired by the museum’s collections in Guimarães:Museu de Alberto Sampaio, Palace of the Dukes of Braganza and Church and Convent Santo António dos Capuchos.
PLACE OF MEMORY which is the main subject and the reason to start to think wider, for me is not a specific place, is not a one specific object that remind us about some event / story, but it is a group of micro nets, of micro touch, of micro elements that when we combine and connect them, will create a full picture of the area. So I have been focused on these little elements and create my own story, by my own method – story about the place, about Guimarães, about the past time, the sacrum and profanum sides. Of course I had to focus only on the few aspects, and picked the way I had followed

Magdalena Kleszyńska

Polónia / Poland

Magdalena Kleszyńska (nascida em 1985) trabalha como assistente de doutoramento na Universidade das Artes, Poznań, Polónia. Estudou na Faculdade de Pintura e na Faculdade de Educação Artística e Estudos Curatoriais da Universidade das Artes de Poznań, Polónia. Expôs em mostras nacionais e internacionais, individuais e coletivas.

Magdalena Kleszyńska (born 1985) works as PhD assistant at the University of the Arts, Poznań, Poland. Studied at Faculty of Painting, and Faculty of Art Education and Curatorial Studies in University of the Arts in Poznań, Poland. Exhibited on national and international, solo and group shows.